INÍCIO     QUEM SOMOS     GALERIA DE FOTOS    NOTÍCIAS    VÍDEOS GERAL    VÍDEOS SAÚDE    VÍDEOS FLASH BACKS    CONTATO
GERIATRIA

Saúde bucal no idoso e desnutrição

Diário de Pernambuco divulgou os resultados de uma pesquisa mostrando a relação entre a desnutrição e a saúde bucal no idoso. Os estudos foram realizados por cientistas japoneses, e mostram as consequências do descuido de muitos idosos em relação à saúde bucal. Os pesquisadores estudaram a relação entre as condições de saúde bucais e gerais dos idosos, principalmente no que se refere às deficiências nutricionais.

 

 pesquisa mostrou que idosos com um número reduzido de dentes, menos de 28, consumiam menos alimentos como cenouras, fibras alimentares e saladas. Já aqueles com a arcada dentária completa não apresentaram esse padrão. O estudo mostrou, ainda, que os idosos com dentição reduzida apresentaram níveis mais baixos de betacaroteno. O betacaroteno pode ser encontrado em frutas, verduras e vitamina C, e traz benefícios como prevenir o envelhecimento, melhorar o metabolismo de gorduras, entre outros.

A desnutrição, entre outras complicações, traz também a dificuldade de locomoção. Sobre isso, o Diário de Pernambuco lembrou um estudo recente que indica um índice de mortalidade anual de 25,2% decorrente de quedas de pessoas idosas.

Veja agora algumas dicas básicas sobre como manter asaúde dos dentes na terceira idade:

  • Consultas regulares ao dentista: Não importa a idade, as consultas periódicas são importantes para realizar manutenções básicas, como a limpeza dos dentes, e também para identificar possíveis problemas ainda em estágio inicial.
  • Higiene bucal: Em qualquer idade, é preciso escovar os dentes cuidadosamente ao menos três vezes ao dia, e utilizar fio dental diariamente. Um fator agravante é que os idosos sofrem retração gengival, o que expõe as raízes dentárias e gera o risco de cárie de raiz, tornando a escovação ainda mais importante.
  • Cuidados com o fluxo salivar: Idosos costumam sofrer de “boca seca”, ou xerostomia, que normalmente deriva da ingestão de certos medicamentos. Isso compromete a limpeza natural dos dentes realizada pela saliva, e o dentista pode recomendar tratamentos para evitar o problema.
  • Cuidados com a dentadura: Devem ser seguidos à risca, e uma consulta anual ao dentista é necessária para avaliar as condições gerais da saúde bucal.
  • Cuidados gerais evitam a gengivite: A gengivite é causada por uma série de fatores, como alimentação, higiene bucal, ansiedade, hábitos como fumar, entre outros. Tomar cuidado com esses fatores ajuda a evitar a gengivite, e consultas de rotina conseguem identificar o problema quando em estágio inicial.
  • Alimentação saudável: Melhora não só as condições da saúde bucal, como também as condições gerais do organismo.

 

 

 

Fonte: (Ortodontia Curitiba)


 

E-mail: contato@saudeeestilo.com.br / Whatsapp: (31) 99739-8400

© Saúde e Estilo 2020. Todos os direitos reservados. Webmail